top of page
Buscar
  • Foto do escritorSimone Komatsu

Depre.... Ansiedade.. Aperto

Ai.. ai.. por onde começar?

São tantas emoções... calma.. não vou cantar o Betão aqui ehehhehe mas é que são muitas emoções mesmo todos os dias.

Emoções essas que, muitas vezes, são daquelas que nos fazem perder o ar e não ter vontade de fazer nada. Que dirá sair da cama para fazer as coisas básicas do dia.

Aquele sentimento de que você é um nada, faça o que for e as patinadas e os escorregões que a gente acaba dando por conta disso. Um aperto que não se sabe de onde vem que, na realidade, a gente sabe mas talvez não queira enxergar com olhos bem abertos para não doer mais do que já dói.

Saber que esse aperto só vai sair de dentro do peito quando a solução aparecer. Mas e quando você sabe qual é a solução mas se encontra de mãos atadas por não ter como resolver ainda? Ou pensar que o timing pra tal resolução ficou lá atrás, com a vida, aparentemente cuca fresca, você levava? Não tinha! Mas agia dessa forma?

Seja pela falta de um parceiro, seja pela falta de grana ou seja pela falta de coragem ou insegurança e não acreditar que conseguisse? Ou talvez tudo junto e misturado? Com as pontas soltas iguais a de um novelo de lã todo emaranhado?

Aí, esse aperto traz aquela ansiedade, aquela sensação de que o buraco embaixo dos seus pés está se abrindo e você não tem o controle de fechá-lo e ter a sensação só de queda....

Até que você se encontra lá no fundo do poço sem forças pra agarrar nada pra poder sair dali, mesmo que machucada, porém com vida.

Vida essa que, nessas ocasiões, parece ser um cisco pesado, sem perspectivas de continuar e com muito desespero.

Desespero por não saber pra onde ir porque o buraco, o poço está escuro, sem conseguir enxergar arestas possíveis de serem agarradas pra poder dar um impulso e sair dali.

Aí cansa... e você se deita no poço, encolhida como um feto querendo proteção e gritando por segurança.... mas elas não chegam até você porque você simplesmente não enxerga nada, não sente nada, lhe falta a fé, a esperança... você só tem o cansaço e temor só de pensar naquele aperto que te levou a esse poço e trazendo a sensação de que será mais confortável permanecer ali, quieta, invisível, na escuridão e fugindo das suas dores.

Dói mais ainda pensar que é preciso SIM sair dali! Justamente pra poder ter e conseguir tudo aquilo que sonhou um dia, do "alto" da sua infância quando você achava que na vida adulta tudo seria exatamente igual aos seus sonhos mais puros e bem sucedidos.

Ahhh se tudo transcorresse dessa forma... talvez os apertos e a ansiedade não tivessem sido tão frequentes desde a sua adolescência, desde o primeiro momento que você percebeu que existem interferências diversas no decorrer dos ritos de passagens da sua vida.

Dúvidas, incertezas, amores não correspondidos, o que se tornar quando crescer, a profissão escolhida.... noooossa! Quantas questões!! Quantos pontos de interrogações!

É... ser adulta/o nos leva a escolhas nem sempre tão certeiras. Erradas? Não sei se eu diria que são/foram erradas, mas que certamente deixou o seu caminho pra atingir os seus sonhos, um "pouco" mais longo e um pouco mais esburacado.

Medos.. seus e aqueles aprendidos.

"Eu tenho medo disso, então você também vai ter!"

Será mesmo? A gente não poderia ter escolhas do que sentir medo ou não? A frase não poderia ter sido:

"Eu tenho medo disso, mas você pode enfrentá-lo porque somos diferentes e sentimos coisas diferentes."

Será que uma pessoa já nasce inútil ou ela é inutilizada ao longo do seu crescimento? E em um meio assim, tentar vencer tantos torcendo contra.. será que as forças do seu interior serão suficientes pra que você não sofra tanto em meio a essa trajetória?

Eu tenho profunda admiração por quem vence todos esses obstáculos!

Gostaria de ter tido 1/3 dessa força em algumas situações da minha vida. Mas acho que pra algumas delas eu não soube ser tão corajosa assim.

E tenho visto que tem muita gente assim, sentindo-se inseguras e incapazes de se mover pra frente.


Fácil? Não é! Nem um pouco! Mas é totalmente possível isso acontecer.

Se você se vê no fundo do poço, olhe pra cima! O único movimento que você não fez com a sua cabeça e direcionou seu olhar. Olhe pra cima!

A luz tá lá! E só tá te esperando pra sorrir de volta pra você e iluminar toda essa escuridão em qua você se encontra! A dor taí ainda? O aperto também? Sim, está mesmo! Mas pode perceber que ela já não é tão latente como estava quando você foi levada a esse poço. Ela está mais amena e seu coração e sua mente cheios de esperança pra você se reconstruir, levantar e ir pra cima até chegar onde você sempre desejou e além dele!


Li uma mensagem recentemente que dizia: "tudo que está acontecendo é exatamente o que você precisa para crescer, evoluir e ser uma pessoa melhor, acredite."

E aí? Topa acreditar? Bora comigo em busca do que ficou preso e escondido lá atrás?

Cada um com a sua força e coragem!

O que vale é o ímpeto da vida e em não deixar a peteca cair.

Pelos outros? Jamais! Mas sim, por você mesmo!


Um beijo!


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page